Segunda-feira, 10 de Março de 2014

Odiou tudo que pôde naquele momento

"Odiou tudo que pôde naquele momento. A si mesma, o mundo, a cadeira que estava na sua frente, a calefação quebrada num dos corredores, as pessoas perfeitas, os criminosos. Estava internada num hospício, e podia sentir coisas que os seres humanos escondem de si mesmos - porque somos todos educados apenas para amar, aceitar, tentar descobrir uma saída, evitar o conflito. Veronika odiava tudo, mas odiara principalmente a maneira como conduzira sua vida - sem jamais descobrir as centenas de Veronikas que habitavam dentro dela, e que eram interessantes, loucas, curiosas, corajosas, arriscadas.
Em dado momento, começou a sentir ódio também pela pessoa que mais amava no mundo: sua mãe. A excelente esposa que trabalhava de dia e lavava os pratos a noite, sacrificando sua vida para que a filha tivesse uma boa educação, soubesse tocar piano e violino, se vestisse como uma princesa, comprasse os tênis e calças da marca, enquanto ela remendava o velho vestido que usava há anos.
"Como posso odiar quem apenas me deu amor?", pensava Veronika, confusa, e querendo corrigir seus sentimentos. Mas já era tarde demais, o ódio estava solto, ela abrira as portas do seu inferno pessoal. Odiava o amor que lhe tinha sido dado - porque não pedia nada em troca - o que é absurdo, irreal, contra as leis da natureza.
O amor que não pedia nada em troca conseguia enchê-la de culpa, de vontade de corresponder às suas expectativas, mesmo que isso significasse abrir mão de tudo o que sonhara pra si mesma. Era um amor que tentara lhe esconder, durante anos, os desafios e a podridão do mundo - ignorando que um dia ela iria se dar conta disso, e não teria defesa para enfrenta-los."

Paulo Coelho - Veronika Decide Morrer

/Carnaval de Loures

 

Publicado por Alexandra Rosa às 14:36

link do post | Comentar | Favorito
1 Comentário:
De Jorge Soares a 10 de Março de 2014 às 22:10
Gosto das cores vivas... estavam os dois com ar de birra... aposto que não gostam muito do carnaval :-)

Belo trabalho e texto a condizer.

Jorge
De Alexandra Rosa a 12 de Março de 2014 às 11:30
Obrigada :)

Comentar

.Quem sou eu?

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Últimas

. Refém

. Saboreia cada instante

. Gosto quando...

. Sei que às vezes ris - ba...

. Faleceu ontem a pessoa qu...

. Levo-te a ti para sempre ...

. Quando o sol se juntar ao...

. Silêncio

. Salte antes de pensar!

. - E daí? EU ADORO VOAR!

.Na gaveta

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

.tags

. todas as tags

.Adoro!

. Alentejanas e Amorosas

. Tampografia

. Crepúsculo, o rio, a cida...

. O Segredo das Mulheres - ...

. Frases do Facebook - Se ...

. Concurso Sony

. Pequenina

. Os sem abrigo

. Thoughts rushing in #22

. Haverá luz ao fundo do tú...

.Encontra aqui

 

.subscrever feeds